As plataformas multi-cálculo e a ascensão de algo nocivo nas vendas de seguros

Nos últimos anos, com a proliferação de novas tecnologias, as plataformas multi-cálculo passaram a ser algo extremamente presente na realidade das corretoras de seguros.

Basta o consultor comercial inserir as informações requisitadas pela plataforma e, em uma questão de segundos, o sistema retorna as propostas e os prêmios disponíveis em uma série de seguradoras. Poupa-se tempo nas tratativas e o processo de venda é acelerado. Em tese, corretores e clientes saem ganhando.

No entanto, creio que elas provocaram a ascensão de algo nocivo nas vendas de seguros.

Falo da prática que determinados corretores possuem de exaltar o prêmio do seguro durante o processo de venda, ao ponto de induzir o cliente a colocá-lo como critério único no ato da contratação e fazendo com que o mesmo ignore os outros aspectos da proposta apresentada (coberturas, franquias, exclusões de risco, etc).

Não à toa, algumas seguradoras são criteriosas ao autorizar sua presença em plataformas do tipo e outras nem fazem parcerias do tipo, pois entendem que podem ser prejudicadas por isso.

O corretor que incorre nessa prática está, necessariamente, faltando com uma obrigação precípua à sua própria profissão, que é a de agir na intenção de fornecer o produto mais adequado ao consumidor de seguros. Não está agindo como um “advogado de seguros”, conforme escrevi nesse artigo.

Fica aqui o alerta para os corretores que utilizam plataformas para fornecer cotações e para os clientes que recebem essas cotações: não avalie uma proposta de seguro através do preço de maneira cega, pois certamente podem existir opções ligeiramente mais caras, mas melhores na questão dos benefícios disponibilizados.

2 comentários em “As plataformas multi-cálculo e a ascensão de algo nocivo nas vendas de seguros

  1. Meu amigo com todo respeito a sua idade e experiência discordo em 100% do que escreveu nesse artigo. Corretores que vendiam apenas o menor preço antes das plataformas multicalculos contiuam vendendo menor preços após as mesmas e aqueles que vendiam atendimento continuam vendendo atendimento, não há nada de perverso, recomendo pesquisar com pelo menos 10 corretores para poder redigir melhor seu artigo e ver qual é a realidade. Obrigado.

    1. Boa tarde Fábio.

      Obrigado pelo comentário. Você é o primeiro a comentar aqui!

      Eu entendo que existem corretores que mesmo antes da presença do multi-cálculo já vendiam apenas preço ao cliente e outros, logicamente, atendimento, benefícios, entre outros quesitos.

      As plataformas multi-cálculo são muito úteis e aceleram o processo de contratação, mas creio, como disse no artigo, que a ferramenta é um prato cheio para corretores com essa prática de venda, já que os preços são apresentados em uma tabela comparativa e muitas vezes exageradamente destacados.

      No entanto, a crítica é direcionada aos corretores que usufruem da ferramenta para vender apenas preço ao cliente, e não à ferramenta em si.

      Mas há, sem sombra de dúvida, a possibilidade de estarmos analisando realidades cotidianas diferentes.

      E não há nada que me impeça de rever minha posição um dia.

      Se quiser acompanhar o conteúdo do blog, peço que siga-o clicando em ‘Seguir Seguros e etc.’ na barra lateral da página.

Deixe uma resposta para Fabio Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s